quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Trancoso

De volta à cidade média

O ar medieval da vila de Trancoso acolhe o visitante que percorre as suas vielas ladeadas por portões biselados e paredes com mísulas. Despertam a atenção as casas de duas portas, uma larga e outra estreita, denominadas as judiarias de Trancoso. Os judeus povoaram a vila e transmitiram aos seus descendentes o carácter comercial que lhes era típico.


                        

Numa dessas casas da parte velha da vila terá nascido o misterioso Bandarra, sapateiro e profeta, ainda hoje citado pelo povo com foros de autoridade indiscutível, que profetizou nas suas trovas a perda da liberdade e a restauração da Independência.
A história de Trancoso anda profundamente ligada à de Portugal. Situada próximo da fronteira, a terra assistiu a diversas lutas e acontecimentos marcantes. Ainda hoje a batalha de S. Marcos, travada em 1355 e percursora de Aljubarrota, continua a ser comemorada em 25 de Abril.
O rei D. Dinis escolheu esta terra para celebrar o seu casamento com a rainha Santa Isabel. O acontecimento deu-se em 1282 na Ermida de S. Bartolomeu.Foi também na sua fortaleza que se cimentou a já centenária e cada vez mais firme aliança luso-britânica, tendo cinco das Doze de Inglaterra o seu solar na vila.

Monumentos Locais a visitar

Em Trancoso não deixe de visitar o Castelo Medieval e Muralhas. 
Porta d’El Rei, do Prado, de S. João e dos Carvalhos - e por uma torre de Menagem que se situa na cidadela. A Casa dos Arcos, seiscentista e a Casa do Gato Preto, situada próximo da cidadela, com decoração de motivação judaica.
A Capela de Santa Luzia e a Igreja da Sr.ª da Festa, ambas românicas do século XIII, a segunda com pinturas a fresco. A Igreja de S. Pedro, restaurada no século XIX com pórtico, torre e altares barrocos; a Igreja da Misericórdia, datada do século XVII; a capela de S. Bartolomeu, do século XVIII, de estilo barroco.
Poderá ainda visitar a Arcaria do solar seiscentista; o Palácio Ducal de finais do século XVIII, o Quartel General de Beresford, casa do século XIV; a Capela e o Cruzeiro do Senhor da Calçada, exígua construção de meados do século XVIII.
Em Aldeia Nova poderá apreciar os vestígios de castros e de edificações dolménicas.
Em Carnicães visite a Igreja Matriz de características românicas; o edifício com janela da Renascença, na Rua Eiró, com inscrição de 1621 e o edifício com janela manuelina, junto ao chafariz.
Em Guilheiro poderá ver a Igreja Matriz de fundação românica, tendo sido reconstruída no século XVII.

Fonte: http://www.turismoserradaestrela.pt/index.php/pt/rotas-turisticas/turismo-cultural/rota-das-aldeias-historicas?start=6